REVISTA FESTAS TEENS Nº08

 

Editorial

A revista Festas Teens mostra nesta edição como uma festa de 15 anos pode ser moderna e ao mesmo tempo sofisticada. Desde os convites - várias idéias originais - até as deliciosas mesas de balas, passando por decorações originais e várias opções de cardápio. Aproveite a festa.

Zuleica Russi

 

15 anos modernos

As festas de 15 anos não perderam seu charme e sofisticação. A data continua sendo a realização de um sonho para as garotas e seus pais. Porém, é possível comemorar 15 anos hoje com uma festa mais moderna e despojada. Nada muito suntuoso, porém com animação garantida e decorações originais.

Rosangela Pires, proprietária da rede de buffets Planet Party, define as festas atuais de 15 anos como chiques-modernas. “Apesar de ser uma festa moderna há todo um aparato garantindo uma perfeita organização”, esclarece. O Planet Party possui dois salões com decoração clean, em branco, preto e prata, no Itaim Bibi, e um dirigido para festas tradicionais, em Higienópolis. Rosangela comenta que as festas de 15 anos incluem a valsa com os 15 casais. A debutante ainda dança, normalmente, com o padrinho, os avós e o pai. Já nas festas modernas, a debutante pode ou não dançar a valsa. Nos dois salões de Rosangela no Itaim, de cada 20 festas de 15 anos, apenas duas são no estilo convencional.

O ambiente favorece a realização de eventos diferenciados. “A decoração é clean e aceita bem qualquer cor”, avalia. Nas duas casas, 60% dos eventos realizados são para aniversários de 15 anos – comprovando que esse tipo de comemoração nunca esteve tão em alta. Os dois salões têm um mezanino, ocupado pelos adultos e onde também costuma ser montado um buffet para o jantar (outro fica à disposição dos jovens, no andar inferior), com dois maitres: um para os adolescentes e outro para os adultos. Entre as opções do cardápio que mais têm saída para as festas modernas, Rosangela destaca a comida japonesa, crepes, festival de massas ou de risotos. Entre os salgados, muitos assados e pouca fritura.

Essa proposta de uma festa de 15 anos requintada, porém mais moderna, casou bem com o que a jovem Natália imaginava para o dia do seu aniversário. Ela queria uma comemoração com seus amigos e poucos adultos, mas que conservasse um certo glamour. “Queria uma festa moderna e tradicional ao mesmo tempo. Na minha opinião, festa de 15 anos sem valsa não é festa de 15 anos”, acredita. Quinze casais de amigos da aniversariante dançaram a valsa. Natália usou dois vestidos: um pink, cor básica da decoração, e outro branco, para a hora da valsa. Depois da entrada dos casais e da retrospectiva, Natália entrou no salão e dançou a valsa com seu pai e um amigo.

Natália recebeu, entre seus convidados, no máximo 40 adultos e quase 200 jovens. Sua mãe, Sueli Neves, conta que tem outra filha, com 20 anos, e que fez para ela uma festa de debutante convencional. “Hoje estamos em outra época e a festa também tem outra versão. A proposta foi fazermos uma festa para os adolescentes, com a comida que eles gostam. Reunimos apenas a família e os amigos mais íntimos”, comenta. O cardápio teve comida japonesa e crepe com salada.

A decoração usou pink, prata e branco. Natália fez um pedido à decoradora Cristiane Sapag Pileggi: a garota queria poucas flores e muitos elementos diferentes, que tornassem a festa criativa. Cristiane, então, abusou de vidros, anilinas e velas. A mesa de doces, por exemplo, foi decorada com poucos vasos de orquídeas pink. Doces convencionais foram mesclados com as guloseimas exigidas pelos adolescentes. As mesas dos convidados ganharam toalhas pink e dois tipos de centros de mesa: um com velas luminárias e pétalas de rosas e outro com uma estrutura de ferro e tubo de ensaio com flores e velas. “Nesse tipo de festa, a flor não é o elemento mais importante da decoração. Até os suportes dos arranjos são diferentes. A decoração surpreende os convidados”, constata a decoradora.

Lycras pink foram amarradas nas paredes e na estrutura da iluminação da pista de dança. O toque tradicional da festa – os 15 casais para a valsa – recebeu uma nova leitura. As velas que cada menina segurou na hora da dança eram na cor pink, presas a um mini-castiçal de vidro. “A festa tem que ter a linguagem dos adolescentes”, acredita Cristiane, que também apostou numa concepção de espaço moderna. “Para sentar, conversar e namorar os teens preferem o lounge. Lugares sentados para todos à mesa é um conceito que não existe mais”, define. Um detalhe do qual Natália fez questão foi o convite, também pink, com um tag destacável que o convidado apresentava para entrar. “O convite é a porta de entrada da festa. Se for original, o convidado quer ir na festa”, acredita a jovem.

Romântica moderna

Ricardo Hering, pai de Isabel, também comemorou o aniversário da filha com uma festa no estilo moderno, no buffet The Factory. “Hoje não dá mais para impor nada aos jovens. A festa foi um consenso. Ela fez questão da balada, de caprichar na luz e no som e dos barmen, que fizeram shows de pirotecnia. Mas eu convidei meus amigos, já que estava comemorando o aniversário da minha filha”, comenta o pai.

A festa foi um meio termo. Teve balada, como queria Isabel, mesclada a momentos mais convencionais, como a entrada triunfal da aniversariante, de vestido longo. “Depois da exibição da retrospectiva, o salão ficou escuro, uma luz surgiu por trás dela, fazendo com que só sua sombra aparecesse, chamando a atenção de todos sobre Isabel. A hora em que ela entrou foi emocionante. Chorei feito criança. Todas as meninas ainda têm um sonho de princesa”, lembra Ricardo, que até hoje se emociona só de lembrar do momento especial.

“Isabel quis um convite transado. Para os adolescentes, sem um bom convite a festa já começa micada”, diz o pai. O de Isabel era de acetato com glitter, com uma espécie de chaveirinho para liberar a entrada do convidado no buffet.

A decoração, em pink e branco, ficou a cargo de Rose Nagatomi, com muito tule e papel nacarado para a construção de móbiles gigantes de rosas espalhados pelo andar inferior do buffet. “A luz negra batia nas rosas, dando um efeito muito especial”, lembra a decoradora. Como Isabel é romântica, apesar de moderna, Rose comenta que repaginou a rosa, símbolo do romantismo.

Para forrar a mesa de guloseimas, Rose usou rosinhas de fitas pink, que também enchiam tubos de vidro. Em cima da mesa, um véu branco, como um dossel, arrematava o cenário. Velas gigantes brancas embaixo da mesa garantiam uma iluminação indireta. Entre as guloseimas, bombons Sonho de Valsa, bala de goma, pirulitos, chicletes e marshmallows, todos em vidros. “As festas de 15 anos precisam de flores mas também de elementos lúdicos”, completa. Inspirada na tradição oriental, Rose colocou no salão uma árvore com pequenos ganchos para que os amigos da aniversariante pudessem pendurar mensagens de felicidade como recordação.

O lounge para os adolescentes tinha pufes, módulos e cubos de apoio, todos brancos. O toque romântico foi obtido com arranjos de rosas naturais em cilindros de vidro, com laço de fita. No andar superior, onde ficaram os adultos, as mesas receberam sobretoalha pink e cadeiras estofadas brancas. “Usei muito branco, vidro e ferro porque queria uma decoração leve, como Isabel. Uma festa de 15 anos deve ser absolutamente personalizada, ter a cara da menina”, sustenta.

No The Factory, os dois andares permitem a colocação de dois DJs, um em cada espaço, sem interferência no som. Segundo Alexander Johann Kokoll, proprietário do buffet, os jovens ficam mais à vontade com um ambiente só para eles. O buffet já existe há 10 anos atendendo em domicílio e desde setembro tem seu próprio espaço, num estilo eclético, que atende bem as festas de 15 anos do tipo balada. “Noto que as festas têm misturado balada com um momento tradicional. O buffet inclui DJ, bartenders e atendemos desde a alimentação voltada para os teens, até jantares à francesa, mais elaborados”, finaliza.

Personalizada

Tudo o que Franceline e João Câmara queriam na festa de 15 anos da filha Nicole era que a garota ficasse muito feliz e aproveitasse todos os momentos. E conseguiram. “Não tem preço ver a alegria dos filhos e a festa de 15 anos é uma realização que ela vai guardar para sempre na memória”, garante. No buffet Friends, a festa de Nicole teve como tema estrelas e as cores laranja e pink, preferidas da menina. “Queria que sua festa fosse personalizada e tivesse a sua carinha. Os jovens chegavam em traje social completo – conforme indicava nos convites – e com uma pulseira de vinil laranja com o nome dela gravado e o número 15”.

A aniversariante trocou três vezes de roupa para os três momentos da festa. Chegou ao buffet com um vestido longo pink; para dançar a valsa eletrônica com o pai outro longo branco, sendo trazida por uma bailarina e para a balada em vestido azul, mais curto, para dançar até altas horas da madrugada. A mãe escolheu a dedo os fornecedores que iriam divertir os convidados. A equipe de bartender Helpbar vestida com camiseta personalizada com o nome da garota fez shows de malabares com garrafas e elaborou drinks não alcoólicos para os jovens, além de um drink gigante para ser tomado em grupo.

Uma mesa de vidro, decorada com lycra branca, repleta de guloseimas como bombons, pirulitos de chocolates coloridos, nhá-benta, jujubas e balas de goma atraía os jovens enquanto o bolo decorado com estrelas laranja e pink da boleira Cláudia Eid Jordão chamava a atenção de todos. A empresa 188 formada por uma equipe de malabares de solo e aéreos – pendurados no teto por lycras coloridas deu um show para os convidados. Nicole recebeu uma emocionante homenagem dos amigos da escola, registrada no telão, que também projetou uma retrospectiva da sua vida com parentes e amigos.

Escolhemos o Friends por ser um buffet moderno, que combina com uma decoração com velas em estrela, arranjos de gérberas e vidros com águas coloridas. “O serviço eficiente serviu coquetel diferenciado, com tomate e cereja com queijo chèvre, mini batata com carne seca e catupiry, profiterole de champignon e quiches variadas”. Uma mesa de queijos completou o cardápio. Os malabares do Grupo 188 distribuíram óculos, neons, marabus e havaianas personalizadas comprados pela mãe para a balada, animada por DJ até às seis horas da manhã. Os convidados levaram como recordação a capa instantânea da Revista Faces, com sua foto e as dos melhores momentos da festa.

O sucesso da festa animou Franceline a já ir pensando no aniversário de 15 anos da irmã de Nicole, Isabelle, em 2006. “Agora vai ser mais fácil e pretendo organizar tudo com antecedência”.

Cinematográfica

O momento especial dos 15 anos já foi comemorado de muitas maneiras. Porém a nova versão da festa mais importante na vida dos pré-adolescentes tem dado sinais de grandes mudanças. Vem aos poucos perdendo antigos conceitos de decoração, música, atrações e serviços para ganhar um caminho bem ao gosto dos aniversariantes modernos, com toques muito personalizados e carregados de romantismo. Um dos melhores exemplos dessa mudança foi o aniversário de Ana Carolina Baccelle, realizado em abril no buffet Estação Club II, em Moema.

A festa, que contou com 160 convidados, se estendeu até às 5 horas da manhã do dia seguinte, animada pelo DJ Rafa, um dos mais conhecidos da cidade. E o principal mérito do evento foi agradar a adolescentes, jovens e adultos de todas as idades, graças à escolha do tema: anos 60, com inspiração no filme americano Grease – Nos Tempos da Brilhantina. Lançado em 1978, ele conta a história de um casal de adolescentes, vivido por Olivia Newton-John e John Travolta, enfrentando problemas típicos dos anos 50, ao som do rock’and’roll.

Nessa trajetória, Ana Carolina, vestida de Olivia Newton-John se divertiu muito ao lado de seus amigos e de toda a família. E a sua festa introduziu algumas mudanças: no lugar da valsa tradicional, por exemplo, houve performance de 15 casais de adolescentes com coreografia dos anos 60. A aniversariante dançou a valsa somente com o pai, Luiz Carlos Baccelle, tornando o momento ainda mais especial. A mãe de Ana Carolina, Solange Fogaça Baccelle, ficou tão feliz com o resultado da festa, que já se prepara para mais um aniversário, o da outra filha, Juliana, no próximo ano.

Em nenhum momento da festa o clima cinematográfico hollywoodiano foi esquecido. Sempre anunciada pelo mestre-de-cerimônia, o locutor de rádio Luiz Henrique, vestido a caráter (calça curta, jeans, jaqueta de couro, cabelo com gel, no lugar da antiga brilhantina daquela época), Ana Carolina fez trocas de roupa, sempre entrando em cena sob chuva de papel metalizado e fogos indoor. Tudo combinava com o próprio buffet, com predominância das cores laranja e prata. Houve chuva de papel também sobre os 15 casais na hora da dança de salão muito bem ensaiada com a direção da coreógrafa Carla Melo. Ao fim, uma retrospectiva de Ana Carolina, com sua trajetória mostrada no telão.

Além de tudo isso, os convidados foram por diversas vezes surpreendidos e envolvidos pelo clima de cinema. Desde o convite, um marcador de livros, e a entrada da festa, ao passar pelo banner de três metros de altura, na fachada do Estação Club II, anunciando Ana Carolina. A foto era a mesma do pequeno porta-retrato, um dos muitos brindes de danceteria distribuídos pelas cigarrettes na festa, em que os convidados também ganharam sandália Haviana preta, gravado o nome da garota em laranja. Durante todo o evento, go-go dance agitaram a discoteca. E o clima de alegria ficou por conta dos balões laranja e prata espalhados por todo o ambiente, além de muitas flores no lugar de velas.

O cuidado para que tudo saísse ao gosto de Ana Carolina e seus convidados se estendeu aos serviços da casa, que providenciou coquetel com entrada, salgados quentes, doces e café com torta gelada. Foi servida mesa de guloseimas para a garotada e outra de frios e frutas para os adultos, montada no mezanino.

Essa é a primeira festa de 15 anos tematizada realizada pelo buffet Estação Club II e segundo Jamile Vassiliadis, supervisora de vendas, “depois dessa festa, a casa passou a oferecer festas tematizadas, não se prendendo só à balada ou festa tradicional”, diz, acreditando que a proposta do evento acrescentou mais descontração e resolveu alguns problemas. Segundo ela, o adolescente tem vergonha de dançar valsa, que é um sonho do pai. Ana Carolina dançou com o pai dela, mas no lugar de valsa os casais fizeram a performance com dança de salão, que continuou agradando aos adultos e mais ao gosto dos adolescentes.

Nessa festa de 15 anos tematizada até a chegada do bolo, trazido em um carrinho de vidro pelo maître, foi triunfal. Ele tinha três andares, o brilho das estrelas cor de prata sobre fundo laranja e um delicioso sabor de frutas. Colaborou para o inesquecível parabéns a Ana Carolina, cujo clima cinematográfico contou até com o show pirotécnico, quando cuspidores de fogo produziram surpreendente espetáculo de efeitos especiais.

 

Guloseimas para animar ainda mais a festa!

As mesas de doces para as festas de adolescentes ganharam mais cor. Com forma renovada, as decoradoras misturam diferentes elementos e capricham nas delícias para garantir o sucesso do evento.

A decoradora Claudia Passarelli criou uma mesa preta com grafismos em neon com vidros com anilina de cor cítrica. Luz fluorescente sobre a mesa com vidros coloridos em vários formatos com gérberas. As fôrmas dos doces têm cores fluorescentes. Cuts de brigadeiro mole, doces de nozes, ganaches de chocolate, trufas de limão e maracujá. Outra mesa, mais romântica, nas cores vinho, rosa e maçã verde para os doces e o bolo. O da foto é de Nininha Sigrist. Claudia Passarelli: 9974-9711.

Para uma adolescente, Cristiane Pillegi preparou uma mesa pink com doces convencionais e guloseimas. Potes de vidro com anilina e acrílicos retorcidos, tubos de ferro com águas coloridas que borbulham, velas luminárias, tijolos de vidro. Bombons Sonho de Valsa, marshmallow, confetes, nhá-benta, balas de goma, chocolates e chicletes, brigadeiros caramelado e crocante, bombom de uva. À esquerda, uma mesa mais refinada, para festas mais formais, com um toque de originalidade. No chão, rosas de pedra e musgo. Sobre a mesa, suportes de ferro cobertos de junco com caixas iluminadas, suportes de prata e vidro de três andares para os doces: muito chocolate. Tubos de ensaio com anilina e flores (gérberas brancas). Cristiane Pillegi: 3887-3471.

Uma decoração mais rústica, com galhos secos, toalha de juta, flores e folhagens artificiais. Sobre a mesa pães de mel, maçãs do amor, bombons, paçocas e confetes. Um tronco abriga uma casinha de madeira recheda de balas e pirulitos. Fernanda Miranda: 3825-9219.

A Nicks Party tem mesas especiais para teens, decoradas com tubos gigantes de neon com anilina colorida fluorescente, piscas, mangueiras e marabus. Caixas de vidro servem de suporte para os doces: balas caramelizadas, pães de mel, chocolates decorados e outras delícias completam a mesa. Nicks Party: 5543-2225.

Com um look bem colorido e moderno, a Peppermint elaborou uma mesa repleta de chocolates, montada em lâminas e cubos de vidro e acrílico. Algumas das guloseimas: bem casados, brigadeiro de colher, waffers de chocolate, pães de mel decorados, vasinhos de chocolates, minibolos e pirâmides de marshmallow. Peppermint: 3082-5471.

 

 

 

Convites assim, ninguém recusa.

O convite de 15 anos precisa ter uma linguagem atual, própria do adolescente, e utilizar materiais modernos. Confira alguns e escolha o seu. Convite feito em acetato, com envelope de pontos com serigrafia (alto relevo) da Cartes D’Art – 3663-2095.



Convite em forma de flor em PVC. Preso com clipes que pode ser usado com porta-retrato. Acompanha chaveiro com miniflorzinhas, uma para cada convidado. Kits & Cards – 3081-4862.

Convite em formato estrela personalizado. Acompanha bandana em tecido brocado com apliques de estrelinhas. Sabrina Neublum – 5052-6845.

Tags plastificados fixados em correntes com o nome do convidado. Cards by Paty – 3079-1779.

Convite em papel e acetato com miçangas rosa utilizando a técnica do do scrapbookinf. Paper chase – 3842-3519.

 

Pulseiras personalizadas para acompanhar os convites e usar na festa. Visual Band – 3071-4500.

Em papel preto e acetato escrito em pink, esse mini cartão que serve de credencial. Cards Brazil – 5183-8166.

 

 

 

 

 

 

voltar para arquivo