MATÉRIA REVISTA Nº09

 

Buffets praticam Qualidade Total


Bom atendimento, preços justos e uma festa para ninguém botar defeito. É isto que os clientes desejam quando contratam os buffets para organizar as festas de seus filhos. Para fazer frente a essas exigências, cada vez mais acentuadas, os buffets estão investindo em treinamento de funcionários e em práticas que garantem a qualidade total dos serviços oferecidos.
"O público é mais exigente e não quer só um espaço amplo e bonito", explica Eliete Negri, dona do buffet Splash Blue, inaugurado em agosto do ano passado. Segundo ela, os clientes já conhecem até os melhores fornecedores e só fecham a festa antes de certificarem-se de que absolutamente tudo esteja em ordem durante a festa.
Para Eliete, qualidade não é só bons doces e salgados – que ela diz escolher a dedo – mas também uma equipe de segurança treinada, apta a garantir tranqüilidade às famílias. “É também um conjunto de itens para que o custo/benefício seja vantajoso e os pais possam curtir a festa, sem nenhum desgaste”.
O Splash Blue foi criado especialmente para ser um buffet infantil, com pé direito alto, brinquedão gigante, para que os pais possam acompanhar os filhos e um monorail - trem elétrico suspenso que ultrapassa as paredes do buffet. "Pensamos em tudo para que os pais pudessem estar junto dos filhos até mesmo nas brincadeiras".
A sala dos pais, explica Eliete, com amplas portas de vidro, facilita a visão da área dos brinquedos. Um espaço próximo, externo, garante a privacidade dos adultos fumantes. Um gerador de luz, a tranqüilidade em caso de blecaute. Para Andréa Chinaglia Bizutti, dona do buffet Mega Party, no ramo de buffets infantis não há mais espaço para amadores. Com uma carreira como executiva desde os 17 anos de idade – hoje está com 33 – Andréa acredita que é necessário um vasto conhecimento em administração de empresas, leis e marketing. "É importante uma ampla vivência profissional e um grande esforço para fazer festas praticamente todos os dias do ano, sem folga até mesmo nos feriados e finais de semana", revela. O Mega Party faz, em média, 40 festas por mês.
Na busca por novidades, o buffet colocou recentemente carrinho de pipoca americana e sorvete soft, além dos brinquedos – roda palhaço e simuladores – além de ar condicionado central em todo o buffet muito importante: "deve haver uma reciclagem, para que os pais queiram repetir a festa no ano seguinte".
"A escolha de bons fornecedores é fundamental, explica Andréa, mas também são imprescindíveis cozinha funcional, com ventilação e exaustão compatível, equipamentos profissionais, como fritadeira elétrica com óleo trocado a cada festa, que garante frituras mais crocantes e homogêneas. Ainda na cozinha, os funcionários não dispensam touca sobre os cabelos presos com gel, luvas e aventais.
O menor número de pessoas circulando na cozinha também é fundamental para a certeza de segurança e leis de higiene.
Um cardápio misto se consegue após várias visitas “de surpresa” a cozinhas de mais de um fornecedor. Quanto aos pratos feitos no próprio buffet, um chefe de cozinha elabora molhos, massas, saladas, carnes, salpicões e maioneses para compor o cardápio.
Para Andréa, deve-se ter um estilo próprio e não se preocupar em imitar outros buffets para não padronizar.

PROFISSIONAIS TREINADOS

Regiane Teixeira, proprietária do buffet Adventure, na Cidade Jardim, acredita que o principal para garantir a qualidade é o serviço e a alimentação. Os clientes querem se sentir confortáveis e tranqüilos, com atendimento feito por profissionais treinados. Com uma experiência no ramo de festas há cerca de 10 anos, Regiane vem percebendo que os pais estão cada vez mais exigentes e não se incomodam de pagar um pouco mais, desde que recebam o melhor.
“Os nossos fornecedores de salgados são excelentes. Entregam tudo fresquinho no dia da festa e o que sobra, desde os salgados até os arranjos de frutas, mandamos para a casa do cliente. Não reaproveitamos nada. Essa garantia também serve para os pratos quentes ou frios, feitos especialmente por uma banqueteira contratada pelo buffet”.
Para Ana Cláudia Ferraz Franco, dona do buffet Happy Day, também na Cidade Jardim, apesar dos serviços terceirizados o toque pessoal do buffet faz a diferença.
A estabilidade do quadro de funcionários e a preocupação para que cada festa seja personalizada, além da atenção aos mínimos detalhes vão deixar os donos da festa e os convidados satisfeitos. Para uma festa de 50 convidados, por exemplo, o Happy Day utiliza 18 funcionários, que cresce de acordo com o aumento do número de pessoas.
Limpeza e higiene, segundo Ana Cláudia, também são imprescindíveis.
“Nós temos uma gerente cuja função é coordenar e orientar os funcionários para que tudo seja cumprido à risca”.
“O trabalho feito pelo Happy Day é excelente", constata Gilda Santos, odontopediatra, mãe de Victor, de 4 anos, e de Paula, de 6. Já fez seis festas no buffet e considera a limpeza impecável e o atendimento da equipe muito bom, além do espaço amplo e arejado.
“ Os brinquedos ficam bem distribuídos no salão, que é freqüentemente pintado com cores novas, para não deixar o espaço cansativo”, constata Gilda.
A única experiência que Rokelli F. de Camargo havia tido na vida com buffet infantil foi como mãe consumidora, fazendo em buffets as festas dos três filhos. "Quando montei o Rok Kid, em dezembro de1999, quis fazer tudo o que eu gostaria como mãe para agradar os meus filhos.
Em um ano de trabalho, Rokelli vê hoje seus clientes voltarem para fazer uma segunda festa lá.
Os clientes são principalmente os que já fizeram uma festa no buffet ou foram convidados a uma e gostaram. Não economizar com os fornecedores de alimentos e informar as mães com honestidade tudo que elas vão receber, passa uma segurança que é o que elas necessitam para não ficarem preocupadas com o resultado da festa, garante Rokelli. Para Renata Zarif, do buffet Magia & CIA, no Itaim desde fevereiro de 1999, não é porque a festa é para crianças que não precisa ter estrutura.
“Tudo é importante, desde um espaço moderno, ar condicionado, estacionamento e manutenção freqüente, mas o que nunca pode ser esquecida é a qualidade da comida servida na festa. Um de nossos fornecedores principais é o Miski, um restaurante típico árabe que fornece 50% dos nossos salgados e para os almoços ou jantares uma grande banqueteira de São Paulo cuida para que o buffet desse importante trabalho, segundo ela, garantindo a qualidade total da festa.

Os teens também têm seu espaço


Com grandes vantagens sobre as discotecas e os barzinhos, os buffets teens garantem não só a segurança de estar em um ambiente fechado – isolado do público – com também a praticidade de receber os amigos em um espaço bonito e moderno.
Quando Natasha Breda fez 11 anos, em agosto último, ela foi incisiva: "não quero mais festa em buffet infantil, nada de brinquedos, mesa decorada, fotos nem parabéns". Os pais, Ludmilla e Ernesto, contrataram, então, o buffet Estação Club, para atender seu pedido. “Minha filha queria um espaço para ter sensação de liberdade, com discoteca, mas em um lugar seguro, em que os pais pudessem estar próximos”, conseguindo então unir as duas exigências.
Esses “pré-precoces adolescentes”, como chama Ludmilla, não querem mais cantar parabéns com os pais, querem seu espaço. A festa, segundo ela, foi o máximo, e deve repetir em 2001.

PUB INGLÊS

Viviam Vassiliades Martinez criou o Estação Club, em cima do buffet infantil Estação Criança, em Moema, principalmente para atender clientes do antigo endereço da Rua Bento de Andrade, que hoje já estão com 10, 12 anos. “ É um pub inglês, com DJ, discoteca profissional, e alguns jogos, como dardo eletrônico e fliperamas. O principal é que garantimos a máxima segurança aos pais e liberdade vigiada aos pré – adolescentes”.
Nas festas são servidos coquetéis sem álcool, muito coloridos, refrigerantes e lanches como hambúrguer, hot dog, batata frita, além da linha de salgados, mas também podem ser feitos jantares completos.
O Planet Dancing, um buffet/discoteca ideal para a garotada de 8 a 13 anos, com decoração dos anos 60, videokê e sala de dança com DJ, fica na parte superior do buffet Planeta Criança, há 6 anos na Rua Bento de Andrade.
Com cardápio variado, o grande sucesso , segundo a proprietária Rosângela Cantiero Veiga, são os drinques feitos em copos altos por jovens coqueteleiros.
Os temas são geralmente neutros ou de algum filme atual, e as mesas com bolo e doces já fazem a festa elegante com o buffet todo em branco, preto e aço. brinquedos escondidos

BRINQUEDOS ESCONDIDOS

O buffet Kids & Teens, em sua recente reforma, não se esqueceu dos pré-adolescentes. “ Como o próprio nome diz, já atendíamos certas faixas etárias, mas diminuímos o brinquedão e aumentamos o bar e a sala dos pais para atender ainda mais os teens.
O recurso usado pelo buffet para “esconder” o brinquedão foi colocar painéis e investir na discoteca. O pula pula inflável é fácil ser retirado.
As mesas, do próprio buffet, são neutras com velas e peças de alumínio. Segundo as sócias Luciana Ramos, Cristina Curi e Beth Buffara, o novo espaço atraiu ainda mais a garotada acima de 10 anos.
Pensando nesse público teen, Rosângela e Roberto Pires inauguraram em maio de 2000 o Planet Party.
Exclusivamente para adolescentes é uma discoteca, um festa-bar fechado, em que só entram os convidados do aniversariante. “Os pais ficam tranqüilos e os jovens mais à vontade. Todo o espaço é decorado com velas e na pista de dança, iluminação, telão com clips das músicas escolhidas pelos adolescentes.
No cardápio – de canapés a lanches diferentes.
Um carrinho pode levar o bolo até a pista de dança para o parabéns enquanto é acionada uma máquina de fumaça para dar um clima mais “teen”.


Festa em buffet ou em casa? Quando é melhor o quê?


A dúvida é cruel. Onde faço a festa do meu filho? Em um buffet ou na minha casa? Quais os prós e os contras de se fazer uma festa infantil na própria residência ou no buffet?
É bem verdade que hoje é possível levar o buffet até a casa e ter algumas vantagens, principalmente se o espaço for amplo e o número de convidados grande. Não é menos verdade, porém, que em buffet, também se pode fazer grandes festas sem ter a menor preocupação, sentindo-se convidado na própria festa.
Há casos em que o buffet proporciona mais vantagens. Evidentemente, trata-se de uma afirmação com a qual os donos de buffets concordam em gênero, número e grau, mas seu argumento é convincente e bem fundamentado.
Regina Helena Pereira Pinto, uma das proprietárias do Aquarella, cita pelo menos três boas razões: “primeiro – os pais podem escolher entre as muitas opções de buffets, cada qual com seus atrativos, segundo - livram-se do day after, quando sempre sobra brigadeiro amassado no sofá, terceiro – em qualquer bom buffet nem mesmo a chuva inesperada na hora da chegada dos convidados consegue ofuscar o brilho da festa”.
Os buffets já têm uma infra-estrutura que garante o sucesso da comemoração e mais: muitos opcionais que podem tornar uma festa personalizada.
As proprietárias do recém inaugurado Peekaboo, em Moema, todas com filhos pequenos, sempre foram adeptas dos buffets,” onde o esquema já está todo montado e o pessoal se responsabiliza por tudo”.
Além do estresse, o desgaste é grande quando se faz festa em casa”, salientam as sócias Solange Latorre Machado, Renata de Oliveira e Susi Villela.
Nem sempre, porém, o buffet é a melhor opção. Apesar do trabalho de organizar um evento para 50 ou 100 convidados e da preocupação de que tudo saia de acordo com o planejado, o resultado é compensador. Ana Cristina Vasconcelos Rezende já fez no salão de seu prédio duas festas para o filho Cauê, de 3 anos.
“ Curtimos juntos fazer as lembrancinhas e idealizar a festa, encomendando o que ele gostaria que tivesse na comemoração de seu aniversário. “Apesar de ter contratado quase tudo, fazer uma festa em casa gera certa insegurança. Sempre penso que vai faltar alguma coisa, como o bolo, que, ao contrário, ficou quase inteiro
.” Segundo Ana Cristina, há pelo menos duas vantagens: a festa pode se estender por mais tempo do que em um buffet e o maior número de convidados não chega a ser tão oneroso. Recreação e games deram o clima da festa e o detalhe ficou com os doces decorados e chocolates, completando o tema Castelo Rá- Tim – Bum. Apesar dessas vantagens, Ana Cristina garante que a próxima festa do Cauê será em um buffet.
Já para Kátia Balacci, do Nick’s Party, uma festa em domicílio pode dar menos ou nenhum trabalho. Basta contratar uma empresa que faça absolutamente tudo. O Nick’s Party cuida dos detalhes – dos convites às lembrancinhas – qualquer que seja o tema, e, segundo ela, será sempre exclusiva. Sem estar vinculada a um horário, a mãe pode fugir dos “pacotes” prontos dos buffets e escolher o que é melhor para o seu bolso e o que vai realmente utilizar.
“Selecionamos os melhores profissionais para cuidar de tudo, fazemos degustações para selecionar os melhores produtos e nos responsabilizamos por eles. Nós adequamos a festa ao que o cliente quer e pode gastar e o resultado sempre é o esperado”. Além do horário mais flexível, a Nick’s Party acompanha até o término da festa e pode criar mesas exclusivas.
A Cia do Salgado também pode levar o conforto do buffet para a residência ou sítio. Todo o esquema desde os alimentos até o serviço de garçonetes e copeiras além de barracas e mesas especiais de crepes, saladas e doces e bebidas.
“A festa fica com a personalidade do cliente na sua própria casa, argumenta Beth Cestari, há 11 anos fazendo festas em domicílio. “A mãe fica tranquila, pois até mesmo a locação dos brinquedos são da nossa responsabilidade.” Também no ramo de festas em domicílio há mais de 10 anos, Maria Antonia Alberto Cunha, dos Castelo de Cristal, vê como vantagem ter uma festa em casa: “fica mais pessoal e do jeito que o cliente deseja”. De coquetéis a almoços e jantares, a empresa vê crescer sua lista de clientes “indicados principalmente boca-a-boca, graças à confiança no nosso trabalho”.
Cássia Guimarães, da empresa de decorações Viva Festa, não economizou na festa dos filhos Bruno, de 6 anos, e das gêmeas Andressa e Alessandra, de oito anos. A decoração, feita por sua equipe, foi toda de floresta de dinossauros, os preferidos do filho. Os mais de quatro mil balões utilizados na decoração serviram também para criar um enorme arco-íris para a entrada da casa, para os arranjos de mesa e grandes cenários em forma de árvores e gigantes dinossauros.
Para Cássia, o trabalho compensa, pois o resultado é indescritível. Ela contratou mesas de frios, de balas e de chocolates, e encomendou um bolo em alto relevo, tudo com o mesmo tema. Um serviço de buffet também esteve presente para garantir o sucesso da festa.

O que faz diferença na hora da festa

"Detalhes tão pequenos de nós dois, são coisas muito grandes pra esquecer”. Como já cantou Roberto Carlos, os detalhes fazem toda a diferença na hora de lembrar (ou de esquecer) de alguma coisa. Quando o assunto é uma festa, então, nem se fala. Alguns detalhes bem pequenos podem se tornar um grande diferencial na comemoração do aniversário de uma criança e acertar nesses detalhes pode dar aquele toque especial na sua festa.
O melhor é que, muitas vezes, esses cuidados extras nem dão tanto trabalho nem encarecem demais o preço que você terá de pagar. O que importa é usar a criatividade e sair do convencional.
O primeiro passo para quem quer fazer uma festa infantil é pensar nos convites. Ok, se a festa for feita em um buffet, ele já está incluído no pacote e a mãe não precisa se preocupar com isto. Mas há empresas que fazem convites diferenciados, usando materiais exclusivos e muito criativos.

CONVITE ESPECIAL

Quem entende de festas, diz que o convite é o que vai dar o tom da comemoração, já que ele é o primeiro contato do convidado com o evento. Se a mãe recebe um convite mal-feito, um papelzinho “xerocado” com data e hora pode pensar duas vezes em levar seu filho para a festa - se o convite foi tratado com descaso, quem garante que a festa não será uma “canoa furada”? Já um convite bem sacado, deixa o convidado com vontade de conferir o resto.
Para Maria Helena Holanda, da Cartes d´Art, especializada em criar convites exclusivos, a primeira impressão é a que fica, por isso ela não economiza criatividade para fazer convites com toques de originalidade e exclusividade. “Uso materiais não convencionais. Já fiz convites em tecido, com doces dentro do envelope, convites com confetes de chocolate, em juta, com dobradura, em forma de peixinhos, com caça-palavras, enfim, já inventei de tudo, sempre seguindo o tema da festa”, afirma.
Segundo ela, fazer convites diferenciados, no final das contas, não encarece tanto a festa e há opções para todos os bolsos.

ENFEITES DELICIOSOS

Outra coisa que não pode faltar nas festas infantis são os docinhos. Para fugir dos óbvios brigadeiro e beijinho, muita gente está trabalhando com alternativas tão gostosas quanto e, às vezes, muito mais vistosas. Afinal, toda criança come com os olhos antes de comer com a boca. E que olhos resistem a uma mesa cheia de chocolates decorados, de vários formatos e tamanhos?
Para Ana Maria Castanho e Márcia Kesselring, donas da Anusha Chocolates, os chocolates fazem a alegria em qualquer festa infantil. “A grande vantagem dos chocolates decorados é que eles são os doces preferidos de dez entre dez crianças. Além disso, podemos dar um visual fantástico à mesa de doces, usando chocolates moldados de acordo com o tema da festa. Mesmo para temas inéditos, o cliente pode escolher várias opções”, dizem.
“Depois da festa, os convidados podem levar os chocolates para casa, como uma deliciosa lembrança”, diz Márcia. “Além disso, podemos criar mesas muito sofisticadas com chocolates”, completa Ana Maria.

RECREAÇÃO

Quando pensamos em recreação de festas infantis é inevitável lembrar de palhaços, mágicos, shows e brincadeiras. Com certeza, isso faz um grande sucesso entre as crianças e não há quem não goste. Mas também há outras opções de diversão, igualmente interessantes e bem mais diferentes.
Maria Salles, da empresa “Só de Brincadeira” diz que há uma série de opções que podem deixar a festa na memória dos convidados por muito mais tempo. Sua empresa, por exemplo, pode até montar uma pista de skatecar no salão de festas, com direito a monitores vestidos de guardas de trânsito para coordenar o fluxo de veículos.
Há seis anos e meio atuando nesta área, Maria já animou diversas festas e criou uma série de novidades.
As oficinas, por exemplo, são um grande sucesso. “Tenho oficina de culinária, pintura, artesanato, bijuteria, areia colorida e até uma minifábrica de sabonetes”, diz.
A “Só de Brincadeira” pode montar uma mini-lanchonete na festa ou no buffet, fornecendo avental, forno, tocas e tudo monitorado. Para ela, o ideal é ter duas ou três oficinas diferentes em cada festa, assim as crianças terão mais opções de diversão. “Uma oficina que tem feito muito sucesso de um tempo para cá é a estamparia de camisetas”, conta. Na estamparia, a criança leva para casa o produto do seu próprio trabalho - uma camiseta estampada com o tema da festa.

COQUETEL SHOW

Outra novidade irresistível em festas infantis são os coquetéis - sem álcool, é claro. A empresa “Shakers” fornece todo o serviço de bar para festas infantis - com jovens universitários atuando como barmen e barwomen.
Afinal, quem disse que criança se contenta com refrigerante? A “Shakers” até criou um serviço especializado em festas infantis, a “Shakers Kids” com mais de vinte receitas de coquetéis de frutas que agradam em cheio o paladar da meninada. Além de provar bebidas diferentes, as crianças podem assistir a preparação dos coquetéis, com coreografia e malabarista.


Decoração super completa

Uma bela mesa, bem decorada, também faz toda a diferença numa festa. Afinal, é em volta da mesa que a criança vive o ponto alto da festa, a hora do parabéns à você. De acordo com a decoradora Andréa Guimarães, que trabalha com decoração de mesas diferenciadas e exclusivas, a preocupação com a decoração é fundamental para o sucesso da festa. “Trabalho com pacotes completos de decoração e acabo fornecendo vários itens”, conta.
Em matéria de mesas, por exemplo, Andréa prepara a mesa do bolo acompanhando o tema da festa. Além disso, faz uma mesa só para as lembrancinhas e outra com balas e guloseimas, que é um sucesso (foto).
“Além disso, posso fazer uma mesa com algodão-doce e maçã-do-amor e decorar toda a casa, ou buffet, inclusive a sala dos pais. O pacote completo vai muito além de um bolo temático e uma mesa decorada e isso pode fazer muita diferença”, afirma.

Ser exclusivo sem ter trabalho


Quem está pensando que fazer uma festa diferente e exclusiva pode dar muito mais trabalho está enganado. Com criatividade e boas idéias é fácil sair do lugar-comum e fazer uma festa que vai ficar na memória.
Mesmo assim, para as mães mais ocupadas, há empresas que podem pensar em tudo isso. Foi o que aconteceu com Sibele Rosa Vilches (foto ao lado), que queria fazer uma festa diferente e original para seu filho, José Victor, de três anos, mas não podia se preocupar com muitos detalhes. Ela contratou uma empresa, a “Xic Balloon”, de Dóris e Geni, com a recomendação de que a festa deveria ser diferente e muito criativa. Dóris e Geni não vacilaram e transformaram a fazenda da família em um verdadeiro cenário encantado para a festa de José Victor.
Após verificarem o local, conferirem o número de tomadas, paredes, decidirem onde iriam colocar a decoração principal, as mesas, estacionamento e todos os vários detalhes que só profissionais conseguem se lembrar, elas prepararam uma festa realmente exclusiva, que vai ficar para sempre na memória do aniversariante e dos convidados. Dóris dá a receita. “Evitamos fazer festas ‘enlatadas’, que obrigam as clientes a seguir normas e usar sempre os mesmos materiais. Quanto mais diferenciada e personalizada, melhor”, diz.J
Bolos criativos, sanduíches chiques
Outra coisa que também pode ser bem diferente é o bolo de aniversário. Para Nininha Sigrist, que faz mais de cento e cinquenta bolos por mês, a procura por bolos exclusivos vem aumentando muito. “Um dos últimos que fiz e que foi um grande sucesso foi numa festa na qual o tema era a Barbie. O bolo era a saia da boneca e as crianças adoraram”, conta. A empresa “Pão e Diversão” também está tendo um movimento cada vez maior. A proprietária Sheila Paduano, que se especializou em criar sanduíches, mesas de frios e atender jantares conta que o número de pedidos para festas infantis está crescendo.
“Criamos uma cesta com minisanduíches, embrulhados como bombons, com papel celofane rendado e laços de cetim que está fazendo um grande sucesso”, conta.
“As crianças adoram receber a cesta, além de ser uma lembrancinha diferente e saborosa, podem levá-la para casa. As cestas são decoradas com flores naturais e uvas, o que as torna ainda mais bonitas e apetitosas”, afirma.
O que não falta é opção para quem quer fazer uma festa diferente. É claro que a criatividade conta muito, mas ter a assessoria de profissionais competentes também faz uma grande diferença.
Balas na mesa


Outra novidade em mesas de doces é o trabalho de Lucimara Vasquez, da “Balas e Balas”. Tudo o que você consegue imaginar em matéria de doces coloridos pode ser colocado em uma mesa, é claro, tudo arrumado com muito bom gosto. “Estou fazendo uma mesa só de confeitos e doces. Uso marshmelows importados, gomas em formas de bichinhos com desenhos diferentes, três tipos de pirulitos, jujubas, chicletes, enfim tudo o que a garotada adora”, conta Lucimara. Durante a festa, a mesa fica lá, montada (é claro que as crianças vão tirando pedações dela e comendo, mas a idéia é essa mesmo). No final, os convidados ganham saquinhos para enchê-los com os doces que mais gostaram.

Festas originais com temad inéditos
Para quem pensa que fazer festa em buffets é sinônimo de festas padronizadas, aqui vai um aviso. Vem aumentando muito o número de casas que prepara festas exclusivas e personalizadas.
O buffet “Fanikito”, das irmãs Cristina Buchaim e Beatriz Kouak, por exemplo, tem preparado, cada vez mais, festas diferenciadas.
“Pensamos numa decoração de mesas diferentes e estamos trabalhando com temas inéditos. Criamos convites, lembrancinhas, decoração e até balões diferentes, de acordo com o tema pensado pela cliente”, afirma Cristina.
“A tendência do Fanikito é fugir dos temas convencionais”, completa Beatriz. “Há pouco tempo inventamos um novo tema - a cidade dos cogumelos, toda povoada por ratinhos”, completa.J
Ulalá! Crepes!
A empresa “O Francês”, de Elisabete Gomes de Oliveira, tem feito bastante sucesso nas festas infantis. Afinal, ela teve a idéia de começar a fazer os crepes na própria festa e este é o grande diferencial - os convidados vêem seu prato sendo preparado na hora.
O crepe feito na hora pode substituir ou complementar os doces e salgados. Pode ser servido como jantar, acompanhado de saladas e molhos ou apenas como sobremesa.J
Lembrancinhas para fechar a festa
com chave de ouro
Tudo bem, a festa acabou, foi um sucesso e está na hora dos convidados levarem as lembranças para casa. Se foi tudo bem até aqui, não é hora de pisar na bola. Mindy Rosner, da loja Mindy diz que uma lembrancinha legal pode fechar com chave de ouro a festa. “Por isso me preocupo sempre em fazer coisas diferentes, bem produzidas, embaladas de um jeito diferente”, conta.
As empresas Cards and Co. e Doce Fricote, também se preocupam com isso. A primeira faz convites exclusivos e a segunda cuida das lembranças. “Procuramos trabalhar em parceria, dando unidade à festa”, conta Cristina Armentano da Cards and Co.. Lellys Montenegro, da Doce Fricote, concorda e acha que uma boa idéia é o começo de tudo. “Uma festa diferente vai ser um grande sucesso”.
Registre tudo
Uma coisa que não pode faltar nas festas infantis é o registro do evento. Muitas vezes os pais deixam de contratar os serviços profissionais por acharem que alguém pode fotografar e filmar a festa com a mesma qualidade - e de graça. Na hora de revelar as fotos, ou assistir ao filme, a economia pode se tornar uma desagradável surpresa.
Por isso, não pense duas vezes antes de contratar uma empresa especializada. Além de registrar os melhores momentos do aniversário, o profissional não vai deixar de lado aqueles detalhes tão importantes que deram tanto trabalho para fazer. Podem, ainda, preparar uma retrospectiva da vida da criança para ser exibida em um telão durante a festa.

Aniversário com diversão garantida

Para crianças que acima de tudo gostam de gastar energia – e também para quem pretende fugir dos tradicionais buffets -, a grande onda do momento são os parques de diversão. Neles, as velinhas geralmente são assopradas no final da tarde, mas ninguém se atreve a chegar em cima da hora. Legal mesmo é aparecer tão logo os portões do parque se abram, por volta das 10 horas. Tudo para que aniversariante e convidados tenham um dia inteiro de pura diversão. Inesquecível.
Um desses lugares é o Hopi Hari. Localizado no Km 72 da Rodovia dos Bandeirantes, a 45 minutos de São Paulo, o parque dispõe de cinco áreas temáticas com mais de 40 atrações distribuídas em 760 mil metros quadrados. É diversão garantida para crianças de todas as idades. Trata-se, na realidade, de um espaço lúdico, a começar pela língua. Lá, fala-se o hopês, uma mistura de português com espanhol, francês e até alemão. Assim, na referida língua, Hopi Hari significa muito riso e alegria; Níver, aniversário.
Além de completa estrutura de receptivo aos convidados e decoração personalizada, o parque oferece três opções de pacotes de aniversário. Os preços variam de acordo com o perfil da festa e os adicionais oferecidos, sendo que a opção mais simples, que inclui bolo, refrigerante e salão decorado, sai por R$ 35,00, por pessoa. Por R$ 40,00, por pessoa, tem-se ainda lembrancinhas, camisetas-convites e doces; se a opção for por ter tudo isso mais pipoca, algodão-doce e monitores, o preço sobe para R$ 45,00. Esses preços estão cotados para um grupo de 15 pessoas, número mínimo permitido para a realização de festas.
Nas três opções, é claro, estão incluídos o dia de diversão no parque. O aniversariante e seus convidados podem se reunir para o parabéns no Klapi Klapi Show, o teatro da Vila Sésamo, com mais de 200 lugares. Com certeza, lá estarão Elmo, Ênio, Beto, Zoe, Come-Come e tantos outros personagens conhecidos. Ou, então, no Kafé di Palaz, um amplo salão que comporta 800 pessoas.
Para não perder a essência do parque, uma vez que todas as áreas são tematizadas – a área especial para os baixinhos, por exemplo, chama-se Infantasia -, o Hopi Hari não permite que a decoração seja alterada. Também a alimentação, por força contratual, não pode vir de fora. Ela é fornecida por restaurantes e lanchonentes existentes no parque.
As festas podem ser realizadas em qualquer dia que o Hopi Hari estiver aberto. Nas férias, ele opera de terça a domingo; fora delas, de quinta a domingo, das 10 às 19 horas. As reservas devem ser feitas com uma semana de antecedência.

ANIVERSÁRIO MOLHADO
Outra grande pedida para comemorar o aniversário ao ar livre é mergulhar nas águas do Wet’n Wild, um dos maiores parques aquáticos do mundo. Com 116 mil metros quadrados, também é fácil chegar até ele: fica ao lado do Hopi Hari.
Para atrair os aniversariantes, explica Erika Silvany, gerente comercial do Wet'n Wild, foi lançado o pacote Happy Birthday. Através dele, quem for o dono da festa não pagará ingressos, ganhará um bolo especial e um presente-surpresa do Wet Shop, lojinha que vende artigos e lembrancinhas com motivos do parque. Na mesma loja, terá desconto de 10% na compra de qualquer artigo.
Segundo ela, o pacote foi criado para atender as expectativas das mães, da garotada e até dos adultos. “No dia da festa, o aniversariante e seus convidados brincam à vontade nas piscinas e toboáguas, sem qualquer preocupação. Para a hora do bolo, oferecemos uma área reservada”, enfatiza ao lembrar que o parque tem estrutura para realizar até 20 festas num só dia.
O pacote para 10 pessoas (número mínimo permitido) é de R$ 250,00. Cada pessoa a mais, R$ 25,00. Nestes valores estão inclusos: ingresso, área reservada para os convidados durante o dia inteiro, cheeseburguer ou hot dog, refrigerante, batata frita e bóias. “Se analisarmos que o preço do ingresso é R$ 25,00, deduzimos que a festa sai de graça, ou vice-versa”, enfatiza Erika, ao lembrar que a experiência paulista foi baseada na filial de Salvador, onde o mercado consumidor, apesar de menor, sempre proporcionou resultados positivos. Apesar de estar com água por todos os lados, o parque não dispõe de monitores. Cada um brinca por si, seguindo as instruções que cada atração oferece. Para evitar imprevistos, salva-vidas é o que não falta. Todos são treinados segundo padrões internacionais de segurança. Entre as principais atrações, as mais concorridas são a Wave Lagoon, uma piscina com 18 tipos de ondas artificiais, e o Space Bowl, um escorregador em forma de tubo com 20 metros de comprimento, que termina numa piscina de águas cristalinas. Para os pequeninos menos afoitos, o Kids Lagoon, com vários escorrega-dores, chuveiros e brinquedos interativos, é o espaço ideal.
As reservas devem ser feitas com no mínimo cinco dias de antecedência.

PATOS E GANSOS
Outra opção que promete um aniversário inesquecível é o Parque do Betinho Carrero e sua turma. Localizado na Avenida Água Espraiada, esquina com a Marginal Pinheiros, em São Paulo, o parque oferece um pacote que inclui salão de festas para 50 pessoas com mesas e cadeiras, convites caracterizados com a turma do Betinho, kit lanche (cheeseburguer, refrigerante, batata frita, chocolate e brinde surpresa), monitores e passaporte com direito ao parque, ao circo e à fazendinha. Tudo por R$ 200,00 (locação do salão) mais R$ 16,00 por pessoa.
Entre as atrações do parque, um mini twister e um carrossel de pôneis vivos. No circo, cães adestrados, o cavalo matemático, o homem-aranha, cavalos bailarinos, são algumas das atrações; na fazendinha, pode-se andar a cavalo ou pôneis e ainda brincar com cabritos, minibois, pavão, galinhas, marrecos, periquitos e patos. J


O parque tem tudo que a criançada gosta

Comodidade, praticidade, segurança. Esse é o trinômio que qualquer mãe quefilho João Victor no Hopi Hari. “Para mim, foi tudo muito prático. Foi só colocar a criançada dentro de um ônibus, ir para lá r para a festa de seu filho. Os parques oferecem tudo isso, e mais: a chance de se brincar à vontade durante um dia todo. Que diga a eterna rainha do basquetebol brasileiro, Hortência, que recentemente realizou a festa de quatro anos de seu e comemorar”.
Hortência diz que a idéia de realizar a festa de seu filho naquele espaço partiu de seu marido, José Victor Oliva, que já havia realizado a festa de inauguração do parque. “Ele achou que seria muito legal e realmente acertou. A festa foi um sucesso, pois o João e todos os convidados saíram de lá super felizes. Todos brincaram pra valer. Além disso, o parque tem sorvetes, hot dog, algodão-doce e teatrinho, coisas que qualquer criança adora. Quem faz uma festa num local como esse, sempre irá querer fazer uma próxima”.
A festa reuniu cerca de 300 pessoas e uma coisa que Hortência destaca é a segurança do local, “um item do qual não tive que me preocupar”. Por isso, ela afirma, lá pode-se deixar a criança o mais livre possível para que exerça o seu verdadeiro desejo de ser a dona da festa. E o mais importante: brincar o quanto quiser.

 

voltar para arquivo