REVISTA FESTAS ETC E KIDS Nº09

Editorial

Os buffets infantis das regiões norte e leste estão se transformando em verdadeiros parques de diversão. Carrinhos bate-bate, elevadores, camas-elásticas, arvorismo e até montanhas-russas já fazem parte do cotidiano das festas. Cada vez mais incrementadas, elas chamam a atenção pela inovação e qualidade. Vale a pena refletir sobre que tipo de comemoração se encaixa na idade do seu filho para que ele e seus amiguinhos possam aproveitar muito a festa. Para não pular etapas é importante analisar se ainda as crianças querem curtir muitas brincadeiras ou se já é a hora da balada. Mas se a opção for uma festa em casa ou no sítio, as barraquinhas são uma excelente solução. São inúmeras as variedades de delícias. Confira.
E para incrementar a festa seja em buffet ou em casa vários fornecedores podem levar filhotes, pôneis e charretes e até alguns animais da fauna brasileira, como cobras e macacos. E ainda as máquinas de pintar unhas e de efeitos especiais como fumaça e papel picado garantem muita animação, assim como as charmosas mãos de cera e os diferentes brinquedos feitos com balões. Com tudo isso, sua festa será, com certeza, especial. Boa comemoração.

 

Aniversários Ganham Status de Aventura

Eles já estão equipados com montanha russa, arvorismo, boliche, cama elástica, carrinhos bate-bate e outras atrações semelhantes aos parques de diversões. Algumas já são conhecidas, mas na versão moderna estão mais ousadas nas dimensões e no funcionamento que as anteriores, a exemplo de grandes camas elásticas e boliches com cara de atração de gente grande, seja pelo design arrojado, seja pelo tamanho da pista e do desafio. Enquanto outras regiões da cidade não têm mais para onde crescer, nas regiões Norte e Leste aumenta o número das instalações e muitas delas construídas para acomodar atrações e serviços específicos. O resultado desse planejamento é que os espaços mal divididos, as colunas que atrapalham a movimentação, os brinquedos instalados em áreas nem sempre apropriadas chegam ao fim.

Isso dá lugar a um novo conceito de buffets, que privilegia um único e amplo ambiente para pais e filhos e brinquedos disponíveis para adultos e crianças. Exagero? Não para os donos dos buffets, entre os quais publicitários que freqüentam feiras de aventura até internacionais em busca de atrações, arquitetos que se inspiram em filmes e criam equipamentos para instalar na sua própria empresa e pedagogos com experiência suficiente para saber o que os clientes esperam ao encomendar a festa. A ordem é tornar o aniversário tão divertido quanto um dia em um parque temático.
Hoje, é possível encontrar nas zonas Norte e Leste da cidade espaços que nada deixam a dever para outras regiões.

Junto com os filhos

Os quatro carrinhos bate-bate do buffet Magic Balloon circulam em uma área de 12 m X 9 m, espaço suficiente para pais e filhos se divertirem a valer. E ali nunca tem tempo ruim, já que a área é totalmente coberta. Louise Jardim Santos Abe, uma das sócias proprietárias, esclarece que na região Norte, onde está o buffet, não há concorrentes quanto a essa diversão. “O bate-bate só tem em dois ou três buffets de São Paulo. É um equipamento que precisa de mais espaço para ser instalado”, diz. Quanto à escolha do brinquedo, depois de ver pais e filhos se divertindo nos carrinhos conclui-se que ela acertou na escolha. Aliás, buscar novas opções é uma preocupação de Louise e sua cunhada e sócia, Célia Regina Abe.
A diversão continua na roda gigante, tematizada. As cinco cadeiras têm o mesmo formato do logotipo do buffet, alegres balões vermelho, amarelo e azul. O Magic Balloon, inaugurado há quase dois anos, dispõe de outras atrações, como a cama elástica, a parede de alpinismo de cinco metros, o Pimball eletrônico, que é igual ao do Playland, a sala de videokê, com paredes de vidro para vedar o som. O buffet atende mais a faixa etária de 1 a 10 anos. Fazer a festa desse público exige alguns itens que a casa oferece, tais como estar instalada em espaço térreo, com banheiros amplos, estacionamento no subsolo, manobrista e acesso fácil a todas as idades, incluindo pessoas idosas e deficientes, que representam em média 20% dos convidados.
As atividades estão concentradas em um amplo ambiente, o que permite aos pais observarem os filhos enquanto se divertem. Louise, com um filho de 2 anos, e Célia, com dois, de 1 e 8 anos, consideram esses fatores importantes para os seus clientes. “Os pais se sentem mais tranqüilos estando no mesmo ambiente dos filhos pequenos, onde podem observá-los e ao mesmo tempo estar ao lado dos convidados. Outro dia uma avó, com dificuldade de locomoção, me disse que estava feliz porque era a primeira vez que participava do aniversário do neto. Tudo isso é possível por causa da nossa infra-estrutura”, diz Louise.

Espaço

O Zupaloo, na zona Leste, tem como diferencial o próprio espaço de 1.100 metros quadrados,
projetado especialmente para receber a família. Isso significa mais comodidade, atrações e serviços pensados para atender a todas as faixas etárias, com o objetivo de oferecer a melhor festa aos clientes. As proprietárias, Sandra Regina Rodrigues e Andrea Coelho, estão sempre antenadas nas novidades e acreditam que a realização de uma festa exige atenção a toda a família do aniversariante. Isso contribui para tornar as comemorações no Zupaloo ainda mais divertidas. Crianças e adultos se deliciam no boliche, com duas pistas semi-oficiais de 13 metros; no elevador, de seis metros e oito lugares, que sobe, a uma altura de quase sete metros, desce e gira sem parar; na lan house; no monorail; na agitada xícara maluca, de três cadeiras e capacidade para nove pessoas; na discoteca de 40 metros quadrados com som, iluminação e DJ. Há outras opções de diversão e disponibilidade de serviços para realizar todo tipo de festa.

Planejamento

Para oferecer um espaço alegre, divertido e diferente de todos os outros, Marcus Alexandre Tadeu Fernandes e sua sócia e mulher, Marina, pesquisaram muito. Isso começou antes de construir o novo buffet, inaugurado em fevereiro. Antes eram dois buffets menores que funcionavam há cinco anos na na Mooca, região Leste de São Paulo. Seguindo a proposta de buscar um diferencial, eles criaram um novo Dreams World, com mais atrações e uma estrela: a tiroleza de 35 metros de extensão por 8 metros de altura.
Crianças e adultos se divertem deslizando no ar, enquanto Marcus observa a sua escolha acertada. A tiroleza é uma grande novidade e de peso, sem dúvida, para enfrentar a concorrência. Publicitário, Marcus fez vários cursos quando decidiu partir para a área de eventos. Teve aulas de confeitaria e barman, entre outras, e gosta de estar presente em feiras do setor de eventos, gastronomia, esporte e lazer. Foi em uma feira de esportes radicais que buscou a idéia da tiroleza, que faz tanto sucesso no seu buffet. Em outra feira, de jardinagem, se inspirou para criar o jardim do buffet. Ele também acompanha atento o desenvolvimento do setor de buffets em São Paulo, especialmente na sua região. “Só nos últimos dois anos foram abertos oito buffets infantis só na avenida Paes de Barros”, diz.
O Dreams World conta ainda com outras atrações, como cama elástica de 4 metros de diâmetro, o maior modelo do mercado; barco Vicking, planejado para parque de diversões, com capacidade para 22 pessoas; roda gigante, parede de escalada, entre outros. Os brinquedos eletrônicos são de última geração. Marcus garante que o bom aproveitamento da área de 600 metros quadrados por 8 metros de altura do buffet se deve ao fato de toda a instalação ter sido planejada antes da construção.

Arvorismo na caverna

Em abril, o Geometric inaugurou a sua principal atração, o Vulcano. Trata-se de uma caverna escura, com um vulcão no meio, em que se vê pontos brancos indicando trilhas móveis. Crianças acima de 5 anos e adultos circulam em volta da montanha e se divertem a cada susto nesse brinquedo, que é semelhante ao arvorismo, mas dentro de uma caverna. O Vulcano foi criado pela proprietária, Nilse Firmino, uma arquiteta que gosta de criar atrações para o buffet. Ela já tem uma idéia da novidade do ano que vem, quando pretende inaugurar o Labirinto.
No momento todos curtem o Vulcano, que continuará ganhando novos itens a serem instalados na caverna. Nilse sabe que tem de oferecer opções diferentes, além daquelas comuns a outros buffets, mas sempre muito apreciadas pelas crianças, como parede de alpinismo, miniquadra, carrossel, pebolim e outros jogos eletrônicos, simulador de carro, danceteria. “Estamos na ‘Rua dos Buffets’” (rua Antônio de Barros, Tatuapé) e os clientes costumam dizer que a qualidade aqui é excelente, com muita fartura. As mães fazem até degustação para aprovar o cardápio e não valorizam só a infra-estrutura”, diz Nilse. O cuidado com serviços inclui cardápios de verão e inverno, com mesa especial para crianças.
O público do Geometric está mais concentrado na faixa etária entre 6 e 10 anos. Ele oferece outros diferenciais, como o nome do aniversariante desenhado com bexigas na entrada. As crianças adoram ver o nome na fachada, da mesma forma que preferem fazer a festa de segunda a quinta-feira, para que ela seja o assunto do dia seguinte na escola. “Isso também é bom para os pais, pois os nossos preços são mais baixos durante a semana”, lembra a proprietária.

Com aventura

O Happy Mania Adventure, no Tatuapé inaugurado há apenas um mês, inovou criando uma atração bem aos gosto de crianças que gostam de se divertir junto dos pais. O brinquedo especial da casa é o La Bamba, que é um disco, com bancos para até 14 pessoas, que pula e gira. No espaço vazio no centro do brinquedo, a pessoa pode ficar balançando. Oferece toda segurança para crianças a partir dos 3 anos de idade e adultos, segundo um dos proprietários, o jornalista Rafael Porto Pinheiro.
O outro destaque do Happy Mania Adventure é o arvorismo, o circuito de pontes, que corre por cima do buffet e que as crianças, presas a uma cadeira, adoram percorrer, tentando não cair nos buracos feitos para aumentar o desafio.Tudo com muita segurança. Com o sócio Fábio Porto de Oliveira, Rafael também cuida do outro buffet da dupla, Happy Mania, que tem como diferencial o barco Vicking giratório para 12 pessoas e vários tipos de simuladores, como o de futebol, em que se pode viver todo o prazer de dar um belo chute e acertos a gol. A diferença entre simuladores e games é que o primeiro permite ter sensações físicas sobre o brinquedo.


Desafios

Em fevereiro, o buffet Bisk Bask no Tatuapé instalou uma roda gigante, com 4,5 metros de altura e acomodação para até cinco pessoas. O brinquedo logo se tornou um sucesso, especialmente para os menores. Porém a diversão de aniversariantes e seus convidados não pára por aí, pois a outra grande atração é o simulador de kart ou o Superkart. Este brinquedo dá margem à fantasia. A criança senta em um carrinho, diante de uma TV 29 polegadas e faz as manobras, enfrentando os desafios eletrônicos. O Bisk Bask tem toda uma programação voltada para crianças pequenas e fez de uma brincadeira simples outro grande diferencial. O aniversariante tem a sua disposição um camarim todo decorado. Nele, especialmente as crianças de 5 ou 6 anos, se preparam para chegar ao salão sozinhas, em uma ousada investida. Ao atravessar a porta de entrada, o pequeno é envolvido em gelo seco e bolinhas de sabão, com fundo musical. A aparição é motivo de muita emoção para mães e pais, incluindo os que passam pela experiência com o filho no colo “Todos se emocionam e se divertem muito”, diz Adriana Duarte Beluco, uma das proprietárias ao lado de Carmem Melo Dias.

Helicópteros

O buffet Sonho a Mais, em Santana, comprou recentemente dois helicópteros para divertir as crianças. O resultado do sucesso do novo brinquedo pode ser avaliado facilmente ao ver a euforia no rosto das crianças. A festa de aniversário com uma atração tão diferenciada certamente será sempre lembrada em todos os detalhes.
Cada um dos helicópteros comporta duas pessoas e tem um percurso de vôo de 50 metros, depois de decolar a 2 metros do chão, atingindo 6 metros de altitude. Os helicópteros são recomendados para crianças de 3 a 12 anos que ficam protegidas por modernas travas de segurança. Além do helicóptero, o buffet conta com parede de alpinismo, trem que passa por um túnel, discovery, simuladores e games.
As pedagogas Fátima Regina Vieira da Silva Farias e Kátia Cilene Rodrigo de Sousa acabam de inaugurar outro Sonho a Mais em Higienópolis, na zona Oeste de São Paulo. Fátima lembra que mais e mais adultos têm procurado o buffet para festejar aniversário como criança.

Moderno

O Play Fest é a divisão infantil da rede Mediterrâneo Buffet, que possui 23 unidades na Grande São Paulo. Entre os buffets exclusivamente infantis, meia dúzia deles está nas regiões Norte e Leste da cidade, sendo o mais moderno o salão da rua Araci, no Tatuapé. Com uma moderna montanha russa, o buffet já ganha ares de parque de diversões. Para ativar a adrenalina, além da divertida montanha russa as crianças podem cair n’água dentro de um carrinho todo em fibra de vidro imitando madeira, que corre por um trilho. Há ainda o boliche, onde adultos e crianças podem fazer grandes jogadas. Para as crianças a festa de aniversário pode ser um desafio, uma inesquecível aventura. E isso significa não esperar muito na fila mesmo para quem gosta de repetir a brincadeira, pois são muitas as atrações.


Agito

O buffet Pirilampo’s, inaugurado em 2001, funcionava em um espaço menor. Agora, instalado em área ampla e com capacidade para 200 pessoas, oferece mais conforto e também atrações. O resultado desse crescimento é boa ventilação, instalações confortáveis, serviços eficientes e o mais importante: bastante espaço para a diversão.
Além dos brinquedos comuns a muitos buffets, como equipamentos eletrônicos de todos os tipos, o Pirilampo’s tem parede de escalada de 7 metros, para crianças e adultos, um brinquedão supermoderno, uma roda gigante e um simulador de asa delta, que proporciona ao operador uma viagem quase real. E ainda acaba de colocar o La Bamba, que literalmente agita a galera.
Para os adolescentes e jovens o Pirilampo’s oferece seus serviços no Aldeia X Danceteria e Buffet, espaço recém-inaugurado para quem está entrando ou já pertence ao mundo adulto. Com capacidade para 1200 pessoas, tem ambiente climatizado, palco para shows e bandas, camarim para aniversariante e tudo mais a que essa turma tem direito.

Participação

O buffet Fuzuê vem cada vez mais atraindo clientes interessados em participar ativamente nas festas dos filhos. Com dois anos funcionando no Tatuapé, o Fuzuê vêm diversificando nas festas. “Para mim festa em buffet infantil também deve divertir os pais, que no dia-a-dia não têm tempo de brincar com os filhos”, argumenta Cleusa Cassola, proprietária do buffet. “ Tivemos a preocupação de colocar brinquedos como elevador e simulador de montanha russa que suportam adultos, para que eles possam brincar juntos. Além disso temos mini quadra e atividades como camarim onde as mães fazem o cabelo junto com as filhas”. Com isso, as festas no Fuzuê são muito animadas. “Ninguém fica parado”, constata Cleusa.

 

 

A FESTA CERTA PARA A IDADE DO SEU FILHO

Festa de um ano, de dois, de três... nada mais prático que contratar um buffet e fazer lá a comemoração. Sem trabalho, sem complicação e sem ter de limpar os brigadeiros grudados no chão e nas paredes, os pedaços de bolo na cortina ou o refrigerante derramado no sofá. Mas foi-se o tempo em que fazer festa em buffet era coisa de criança. “Faço festas infantis e de adultos, temáticas. Hoje em dia não existe mais preconceito em se comemorar num buffet infantil, que pode ser adaptado a qualquer tipo de reunião”, diz a advogada e empresária Adriana Duarte, do Little Jungle, que funciona há um ano e meio na avenida Paes de Barros, na Mooca, zona Leste da Capital. Com capacidade para acomodar até 250 pessoas, seu buffet tem vários tipos de brinquedos e até um camarim com acessórios e fantasias, capaz de proporcionar - especialmente às meninas - o tão sonhado dia de modelo. Na danceteria, que comporta até 60 pessoas, a iluminação é profissional, com raios laser e DJ. “Isso se encaixa em qualquer idade”, assinala Adriana, que oferece às familias uma superprodução quando se trata de festa de um ano. “A criança aparece dentro de um jipe num cenário repleto de efeitos especiais. Os clientes adoram”, garante ela, que conta com uma equipe de 16 funcionários, além dos monitores.

Idade ideal

Uma das grandes preocupações das mães é não saber exatamente quando atender aos pedidos dos filhos na pré-adolescência, que querem festa de “adulto” mas ainda curtem os brinquedos infantis. Foi o dilema de Margarete Palmira Martinho Pinto, mãe de Victor, de 7 anos, e de Vinícius, de 10. “Vinícius queria uma festinha com discoteca. Então, o ideal foi fazer uma comemoração onde se pudesse aproveitar as duas coisas. Consegui conciliar o aniversário e a despedida do quarta série”, explica ela, cuja festa aconteceu em dezembro do ano passado no buffet Radical Kids, do Tatuapé. “Eram aproximadamente 30 crianças com cerca de 10 anos de idade. Além dos brinquedos do buffet teve também danceteria e todos aproveitaram muito”, comemora.
Pouco antes, em setembro do ano passado, ela festejou os 7 anos de Victor. “Nesta idade eles curtem as festinhas temáticas, mas tinha de agradar também os amiguinhos do irmão mais velho que iriam estar lá e os irmãos dos amigos, alguns ainda bebês”. A solução foi usar a criatividade e estabelecer atividades para todo mundo. “Tinha atividade para os pequenininhos e a discoteca para os maiores”.
Fazer questão de balada na festa de aniversário é uma coisa que está se tornando cada vez mais comum, inclusive entre os pré-adolescentes, embora não se deva encolher a infância. “Não se pode incentivar as crianças a optar por um tipo de festa que não condiz com sua idade. É antecipar uma fase importante da vida e nem sempre eles estão maduros para isso”, avalia a psicóloga Vera Maria Neves Barbosa. Muitas vezes, por pressão dos amiguinhos que querem “ficar” com as meninas (e vice-versa), o aniversariante acaba insistindo com os pais sobre um tipo de festa que acabam não curtindo. “Os pais devem ter consciência e explicar aos filhos”, avisa.

Animação

“Os meninos ficam um pouquinho na discoteca, mas logo correm para os brinquedos tradicionais”, conta a publicitária e empresária Rosana Santos, do Kifolia, com duas unidades, no Tatuapé e no Jardim Anália Franco, na zona Leste.
O primeiro, funcionando há cinco anos numa área de mil metros quadrados, “é destinado a pessoas de todas as idades - de 1 a 70 anos!”, exagera a dona. Entre as várias atrações oferecidas estão os tradicionais carrossel e piscina de bolinhas, além dos modernos monorail (trem suspenso), tornado (elevador que sobe e desce girando), barco viking, parede de escalada de 5 metros de altura (que pode ser usada por até quatro pessoas ao mesmo tempo), passando pelo boliche, jogos eletrônicos para crianças a partir de 2 anos (como o caça-fantasma), aos sofisticados simuladores de carros.
“Na faixa dos 10 aos 12 anos, os aniversariantes não querem nem tema na decoração e logo pedem um DJ. Não se consideram mais crianças mas, na hora da farra, mesmo o buffet oferecendo brinquedos modernos, eles acabam curtindo muito os tradicionais, como é o caso do brinquedão (ou kid play, atração que une várias atrações num só brinquedo). E ainda, na hora de ir embora, esperam pela lembrancinha. No fundo, são todos ainda crianças, embora queiram demonstrar o contrário”, conta Rosana.

O que ocorre no Kifolia acontece em quase todos os buffets. Na hora de fechar o contrato, a empresa apresenta um número cada vez maior de brinquedos e atrações. Porém, na hora da festa, o que os convidados mais curtem são os tradicionais.
O Kifolia do Jardim Anália Franco existe há um ano, possui cerca de 800 metros quadrados e, exceto pelo monorail, tem todos os demais brinquedos do primeiro. Em ambos é oferecido o Kifolia Fashion, um local exclusivo com camarim e kit cabeleireiro (maquiagem para cabelos) e uma passarela para desfiles, com show de luzes. Como gente grande. “As meninas adoram”, gaba-se Rosana. Se os pais pedirem, o buffet providencia especialistas em ministrar oficinas como pintura, cozinha, mão de cera e dobraduras.
Cada festa no Kifolia conta com aproximadamente 30 funcionários, sendo um monitor em cada brinquedo. Os recreadores cuidam da animação, supervisionados por um coordenador, o tio Jamaica, que envolve todos os convidados com a animada lambaeróbica e as gincanas. Já para os pequenininhos há a hora do lanche: os monitores reúnem as crianças que comem enquanto brincam. Tudo isso mesclado a muitas outras brincadeiras.


Muita diversão

Segundo Andréia Alves, dona do Kids Point da Vila Guilherme, que funciona há um ano e meio, o buffet oferece uma grande variedade de brinquedos, capazes de agradar desde crianças a partir de 2 ou 3 anos até os adultos. Para os pequenos, inclusive, há uma área baby, com atrações específicas. “Quando não se consegue prender a atenção dos menores a gente faz um piquenique. Eles adoram e as mães mais ainda, pois elas temem que a criança volte para casa com fome!”, brinca.
“O que atrai gente de todas as idades é a cama-elástica”, afirma Andréia. “Além do brinquedão, é claro. Criança gosta de se movimentar, de interagir com o brinquedo”, diz ela, cuja casa é muito procurada também por jovens. “Na festa teen a iluminação, as músicas e a recreação são na medida do gosto deles”, diz. “Para tanto contamos com uma equipe bem afinada, que fala de igual para igual. Nesta idade, as atrações preferidas dos meninos são os simuladores (snow board, carro, futebol) e o camarim para as meninas (com maquiagem, hair fashion, presilhas, spray colorido.” E para quem acha que ainda é pouco, a casa oferece também oficinas, como reciclagem, pintura em papel, dobraduras. O resto é só diversão.




Sem danceteria

Foi numa antiga casa, totalmente reformada, que o comerciante José Eduardo P. Ruas criou, há três anos, o Rox Pop, na Mooca. O buffet, diz ele, é destinado a festas especialmente para crianças de 1 a 10 anos. “Não temos danceteria, pois considero uma atração que abrevia uma importante fase da vida, a infância. Não conheço um buffet infantil que tenha uma bela danceteria. Todos têm uma sala adaptada”, afirma.
Entre as atrações que oferece estão a parede de escalada com sete metros de altura, o tradicional brinquedão com escorregador de 360 graus, carrossel, roda-gigante, camarim com fantasias, barco viking, casinha de bonecas. Se o monorail é uma das atrações que agrada crianças e adultos (e leva até 12 pessoas), o mesmo se pode dizer dos simuladores. “Não há quem não goste”, assinala José Eduardo, que ainda oferece camarim e oficinas de pintura e escultura de balão e mantém um monitor em cada brinquedo.



Muitas atrações

Há sete anos alegrando as festas no Tatuapé, o Universo da Criança, de Lu Araújo, tem atraído muitas festas para crianças de até 12 anos. Atrações não faltam. Entre elas estão o brinquedão com dois escorregadores, sala de jogos, monorail, parede de escalada com 5 metros de altura, cama elástica, roda-gigante, carrossel, playgol e uma série de games. Entre seus diferenciais estão o camarim, o salão de cabeleireiro e as oficinas de pintura e escultura de balões.
“O que eu noto é que quando se pede discoteca, quem curte mais são os adultos”, avalia Lu. “As crianças ficam uns 10 ou 15 minutos e correm para os brinquedos”, diz.
“Faço uma média de 30 festas por mês e apenas três para adolescentes. Quem tem mais de 14 anos é que curte uma balada. Antes desta idade, a garotada fica pouco. Quem curte mesmo são os maiores. É uma forma de eles participarem”, diz a dona. O buffet, garante ela, tem sido muito procurado para festas de adultos. Mas há algumas diferenças: pedem um DJ e um barman. Há semelhanças também: “Numa festa o cliente pediu a liberação dos brinquedos e que seus convidados viessem vestidos de criança.”
Criança quer mesmo é se divertir. E a mamãe também. Por seis anos seguidos, a agente de viagens Rita de Cássia Menezes comemorou o aniversário de suas gêmeas Amanda e Isabella em buffets. “Eles oferecem de tudo de acordo com a idade do aniversariante. Há atrações para os pequenininhos, oficinas para os maiores, games, brinquedos radicais”. Neste ano, no entanto, ela achou que daria conta do recado e resolveu organizar a festa no salão de festas do seu prédio. “Deu um trabalhão e não ficou como eu queria”, diz ela, que contratou monitores para distrair os pequenos, mas nada se compara com a infra-estrutura de um local apropriado, que oferece atrações que agradam a garotada. “As aniversariantes quase não curtiram e eu também não aproveitei muito”.

Discoteca

No Radical Kids, no Tatuapé, são realizadas cerca de 15 festas por mês, especialmente para crianças de 1 a 10 anos, segundo a proprietária Anna Maria Murlo Duque. O local é um dos poucos que oferecem bungee jump, atração que a garotada adora, além dos já tradicionais barco viking (onde as crianças podem ser acompanhadas pelos pais), piscina de bolinhas, brinquedão, roda-gigante e parede de alpinismo. “A danceteria é muito procurada pelos adolescentes, mas em geral o aniversariante e convidados acabam ficando mais fora do que dentro do salão”, garante Anna.

Eclético

A psicóloga Kátia Africani, dona do K-Boom, em Santana (zona Norte), diz que o buffet está preparado para atender as necessidades das festas de aniversário de 1 a 15 anos. “O local é eclético, adapta-se a qualquer pedido. Podemos cobrir os brinquedos e a casa se transforma numa grande danceteria”, diz ela assinalando que na porta mantém uma estátua viva nos dias de festa. Com cerca de mil metros quadrados e realizando cerca de 20 festas por mês, já abrigou aniversários de 1 ano, de 15, de 30 e até de 50 anos, segundo Kátia.
Numa festa realizada recentemente, de 15 anos, os bartenders fizeram performances de pirofagia e malabarismo.
O local tem parede de escalada de seis metros de altura, mini-quadra de futebol. Nas festas de meninas (a maior faixa de clientes situa-se nas comemorações dos 6 aos 10 anos), uma das atrações pedidas é a discoteca, “embora acabem todos nos brinquedos. Os meninos dançam um pouquinho e correm para o futebol. As meninas aproveitam um pouco mais”, afirma Kátia. Os temas de super-heróis na decoração, especialmente na faixa dos 8 aos 10 anos, já não são o “must” como há alguns anos. “Hoje em dia parece que as crianças amadurecem rápido, mas na hora da festa a gente vê que eles ainda curtem brincar”, assinala.
A casa conta com cerca de 12 monitores, um para cada brinquedo. A animação fica por conta de DJs e auxiliares. Na balada são distribuídos os acessórios (óculos, pulseiras de néon, chapéus, perucas. “Ninguém sai reclamando”, orgulha-se a dona.

Simuladores

Há cerca de seis meses as sócias Cristiane Saraiva Blanco e Joyce Figueiredo Guilhem inauguraram a Aquarela no Tatuapé, na zona Leste. O buffet, que ocupa uma área de 450 metros quadrados, tem simuladores de kart, quadriciclo, brinquedão, autorama, parede de escalada de cinco metros de altura, roda-gigante, camarim que imita um mini-salão de beleza. Pela sua experiência, as sócias dizem que até os 10 anos as crianças ainda curtem festas com temas de super-heróis - entre os preferidos pelas meninas estão a Barbie Rapunzel, Hello Kit, Moranguinhos, a Princesa e a Plebéia. Os meninos ficam com as aventuras da Liga da Justiça e de Os Incríveis.
“Os simuladores estão entre os preferidos, inclusive pelos adultos”, diz a dona. Quem não curte a agitação pode se divertir ainda com a exibição de vários filmes disponíveis em DVD, além da piscina de bolinhas, upa-upa, casinha de bonecas. Não raro as sócias se vêem à frente de pedidos de festa com discoteca. “As crianças insistem que querem, às vezes até influenciados pelos colegas, e os pais aceitam. Mas na hora da festa não curtem muito.

Balada

Funcionando há poucos meses na Mooca, o Aldeia X, de Silvio César e Hérika Vechiato, destina-se especialmente aos adolescentes e adultos. Para festas de crianças, o casal tem o Pirilampos, com uma grande variedade de brinquedos, monitores e festas específicas.
“Somos muito procurados para festas de jovens a partir dos 13 anos”, afirma Hérika. Abrigando uma média de 15 festas por mês, o local tem capacidade para até 300 pessoas em sua área de 800 metros quadrados, pulando para 1.200 pessoas quando a pedida é balada. É que o local possui um mezanino, onde ficam os adultos e onde são servidas bebidas alcoólicas. “Na parte inferior, onde ficam os jovens, só drinques e coquetéis sem álcool.”
Numa festa para 150 pessoas, por exemplo, a casa dispõe de pelo menos quatro barmen, dois copeiros, seis garçons. Duas faxineiras e dois seguranças, além de cardápio personalizado. Contando com serviço de DJs profissionais e iluminação idem, o Aldeia X tem um palco onde podem ser apresentados shows ao vivo.

 

BARRAQUINHA: A SOLUÇÃO IDEAL PARA SUA FESTA

Toda mãe fica preocupada com os preparativos da festa de aniversário do filho, não é mesmo? É um corre-corre danado para encomendar os quitutes, a decoração, enfim, todos os detalhes de um evento que possa proporcionar lembranças inesquecíveis. Para facilitar a vida de quem pretende realizar uma festa, uma solução prática e econômica está nas empresas que oferecem o serviço de barraquinhas com os mais diversos tipos de alimentos. Pode-se encontrar desde as opções tradicionais, como cachorro-quente, pipoca e pastel, até pizza e panqueca com diversos sabores, churros, crepes e churrasco no espeto. Além disso, as barraquinhas não ocupam muito espaço, têm 1 m2 , possuem toldo decorado com as cores da empresa, podendo ser agrupadas ou mesmo distribuídas no ambiente, independente da área disponível. Outra vantagem é a presença de um funcionário, em cada barraca, devidamente uniformizado, e que irá atender aos convidados.
As empresas desse segmento realizam o evento no local de preferência do cliente. Pode ser em residências, escolas, clubes, sítios, empresas, localizados até no Interior de São Paulo, por um período de até 4 horas. Inclusive, também organizam e utilizam as barraquinhas com produtos específicos para eventos temáticos, como as festas juninas, italiana, árabe, havaiana, americana entre tantas outras modalidades e desejos do cliente.

Kit para festas

Com a proposta de atender escolas e mesmo residências, o proprietário da Dog Eventos, Valdir Ferigolli, criou um kit de sugestão de produtos para festas com barraquinhas que tem agradado os clientes. “A sugestão é um mini dog, mini hambúrguer com batata frita palito, mini pizza, pastelzinho e refrigerante que são servidos em 4 barraquinhas”, detalha. Há 12 anos no mercado, a Dog Eventos realiza cerca de 30 festas por mês. Um dos diferenciais da empresa está no tempo de duração do evento. ”A festa pode ultrapassar o período combinado em até 2 horas sem a cobrança de extras”, informa.

Hot Dog completo

Para quem gosta de produtos em tamanho natural pode consultar a Ki Delícia. “Não trabalhamos com produtos na versão mini. O nosso hot dog, por exemplo, é grande e completo. Acompanha purê, molho, maionese, queijo ralado, batata palha e ervilha”, explica Soraia Gonçalves da Silva, proprietária do Ki Delícia.
Há 8 anos atuando nesse segmento, além da linha tradicional, a empresa oferece também crepes, espeto de morango coberto de chocolate, maçã do amor e algodão doce, que, de acordo com Soraia, são os que mais agradam. O sanduíche de carne louca é também uma deliciosa opção oferecida e que pode ser incluída nas barraquinhas.
A conservação dos equipamentos utilizados também é prioridade para a empresa. “Nossas barraquinhas são novas e a cada 6 meses é realizada a manutenção”, comenta.

Opções para o frio

Com o inverno chegando, algumas empresas estão incluindo novos itens especialmente para a estação. É o caso do buffet Banana Azul que faz sucesso com as frutas cobertas com chocolate nessa época do ano, e agora traz a opção de barraquinhas com o queijo de coalho no espeto.”O espetinho é colocado na chapa, localizada na própria barraquinha, e frito para ser consumido na hora”, explica Sonia Maria Gomes Morales, proprietária do Banana Azul.
Além das opções tradicionais para as barraquinhas, a empresa também oferece o crepe com salame e queijo, o pão de batata, recheado com catupiry, os pasteizinhos e o filezinho de frango que pode ser servido frito ou assado, acompanhado de catchup, mostarda e maionese. “O filezinho de frango é um dos produtos que mais faz sucesso na festa da criançada”, garante.


Festa fora da Capital

Se a intenção é realizar um evento com barraquinhas em um local até 50km distante da Capital Paulista, a Bicho Grillo pode oferecer esse serviço. Sítios, clubes entre outros espaços localizados na Grande São Paulo ou em cidades próximas a Jundiaí, Vinhedo e Bragança Paulista são regiões atendidas pela empresa.
Na opinião da proprietária Marlene de Fátima Marcolongo Samos Rodriguez, o produto que mais faz sucesso nas barraquinhas em aniversários de crianças é o tradicional hot dog. “Levamos o molho semi-pronto, que é temperado no local da festa, o que o torna muito mais saboroso”, revela. Entre os produtos oferecidos pela empresa estão a quiche nos sabores 4 queijos, escarola com molho branco, ricota com espinafre e calabresa que, segundo Marlene, são muito solicitados para as festas com barraquinhas. “A quiche também é uma opção saborosa e prática. Ela chega pronta ao local, bastando ir alguns minutos ao forno antes de servir”, explica.

Produtos elaborados

Além de oferecer a linha tradicional de produtos, o buffet Menta e Pimenta, de Daniella e Sheila Marques, enriqueceu as opções do cardápio de produtos para barraquinhas com itens mais elaborados. Em apenas um ano, a empresa saltou de 6 barracas iniciais para 32 e agregou mais 6 produtos, junto aos 10 que já oferecia. Os mais solicitados são as versões mini do quiche, nos sabores alho-poró, tomate, ervas finas, camarão, queijo ou abobrinha; dos churros, de brigadeiro ou doce de leite; da fogazza de carne, frango, calabresa, pizza ou Bauru, e do pão de queijo, recheado com doce de leite, goiabada, cheddar ou requeijão. Os cuidados com a higiene no manuseio dos alimentos são normas de conduta da empresa. “Todos os nossos funcionários utilizam luvas para o preparo dos alimentos”, enfatiza Daniella.

Fogazza

Há pouco mais de 2 meses, o casal Edson Toth e Lídia Pereira Guimarães criaram o buffet Cabana, fruto da experiência acumulada nos últimos 8 anos em que dedicaram a vida profissional oferecendo serviços para festas em buffets. Apesar de pouco tempo atuando no mercado, a empresa oferece as barraquinhas de hot dog, hambúrguer e pizza. Acaba de incluir no cardápio a fogazza, com recheios de queijo, misto, calabresa ou frango com catupiry. “A fogazza é a nossa sugestão para as barraquinhas nas festas juninas, que pode ser frita ou assada”, explica.

Raspadinha e churrasco

Em festa de criança sempre aparecem o pai, a mãe, os tios e até a babá da garotada. Todos adoram petiscar as “comidinhas” próprias desse tipo de evento. Para deixar crianças e adultos satisfeitos, o buffet Pataty sugere as opções de barraquinhas com churrasco e a de raspadinha. “O churrasco é a alternativa ideal de sucesso garantido nas festas infantis. Oferecemos o de carne, frango e lingüiça, no espeto, acompanhado de farofa”, explica Patrícia Dahler, proprietária da empresa.
Outra opção divertida para a garotada é a barraca de raspadinha. Abacaxi, groselha e morango estão entre os 6 sabores preparados na hora para a meninada.

Fãs do chocolate

Se você adora chocolate e procura opções diferentes para incrementar a festa do seu filho, a solução pode estar na Quer Mais. A empresa é especializada em espetos feitos com frutas, cobertos com vários tipos de chocolate e já serviu 2 mil espetos em um dia numa única festa. Preparados na própria barraquinha, espetos com morango, uva, banana ou cereja podem ser mergulhados nos chocolates preto, branco, crocante (com castanha de caju) ou chocolate com flocos (lembra o choquito). “O convidado escolhe uma fruta e a cobertura de chocolate. Depois ele pode acrescentar granulado, farofinha ou coco ralado sobre essa cobertura”, explica a proprietária da empresa, Ana Paula.
As barraquinhas da Quer Mais tem a figura de um grande morango na frente. As frutas ficam num expositor de vidro climatizado para serem mantidas em baixa temperatura. “Se a fruta não estiver gelada, o chocolate não adere”, ensina Ana Paula. Além do expositor, a barraca comporta um forno a gás e outro elétrico. “Existem lugares que não é permitido o uso de forno a gás”, comenta. São utilizadas ainda três panelas para derreter os chocolates. Segundo Ana Paula, o total de espetos encomendados deve ser o dobro do número de convidados.

Festas temáticas

Realizar festas típicas e temáticas é um dos serviços do buffet Mundo Magia, que além da linha tradicional de produtos que podem ser utilizados em suas 40 barraquinhas, oferece opções diferenciadas. “Fazemos festas japonesa, italiana, árabe, do hambúrguer, das nações, juninas e tantas outras, todas caracterizadas e em se tratando de festas infantis, a Mundo Magia tem experiência de sobra. “Realizamos cerca de 50 festas por mês para o público infantil”, calcula Sandra. A festa do hambúrguer é uma das que mais divertem a criançada. “Montamos uma verdadeira lanchonete nas barraquinhas, com vários ingredientes para compor os sanduíches, como ervas, salada, maionese, cebola frita, champignon, catupiry, azeitonas, cheddar, molho tártaro e vinagrete”, detalha. Para acompanhar, são servidas as divertidas batatas smiles. Sandra recomenda que para uma festa com 50 convidados são necessárias 3 barraquinhas com 150 unidades dos produtos cada uma.
Outra festa muito solicitada é a árabe.”Para esse tipo de evento servimos vários pratos típicos como o Beirute, esfiha, quibe, coalhada, homus e babaganush e decoramos as barraquinhas com motivos árabes”, explica a proprietária da Mundo Magia.

Pizza é o diferencial

O buffet Doce Fantasia, há 10 anos no mercado, oferece, além das opções de barraquinhas com os produtos tradicionais, as de crepe, mini hambúrguer, pão de queijo e sorvete. A pizza é o diferencial da empresa. Segundo o proprietário, Edson de Queiroz, a Doce Fantasia é a única no mercado que oferece a pizza com tamanho diferenciado. “A massa tem o diâmetro de um disco de CD, permitindo maior quantidade de recheio que as mini pizzas. Além dos sabores de mussarela e calabresa, que são as mais pedidas, fornecemos também as recheadas de presunto e de milho com catupiry”, complementa.
Recentemente, a empresa incrementou a linha de produtos para barraquinhas com os churros e a mini panqueca, que tem os sabores de carne, queijo e palmito. Segundo Queiroz, as novidades têm feito muito sucesso na festa da garotada. A empresa tem ainda todas as iguarias para realizar festas juninas. “Todos os doces para festas juninas, como o de abóbora e a canjica, são feitos por nossa equipe”, revela.

Tradicionais são os mais pedidos

A experiência de Patrícia, proprietária da Big Lanche Mania, que atua há 6 anos no mercado, comprova que a linha tradicional ainda é a preferida pelo cliente. “O hot dog, o pastel e a pizza são os itens mais solicitados para compor as barraquinhas em festas infantis”, confirma. Além dessas opções, a empresa oferece o crepe no palito, de queijo ou chocolate e algodão doce. A empresa também organiza festas juninas, com todos os produtos típicos, festa do dia das crianças, Halloween e dispõe de 20 barracas em tecido nas cores azul, amarelo, vermelho e cinza para serem utilizadas nos eventos.

 

COMO INCREMENTAR O ANIVERSÁRIO

Se a ordem é animar a festa e entreter os convidados, há no mercado vários fornecedores especializados em tornar o aniversário um evento emocionante. De animais a efeitos especiais, passando por lindas mãos de cera e balões criativos, são inúmeras as opções.

Filhotes

Se seu filho adora animais, você não pode deixar de levar para a festa um pônei ou lindos coelhinhos e patinhos. Será uma alegre surpresa. A Caramelo e sua filha Estrelinha levam um minizoo para festas tanto no sítio ou em casa como em buffets infantis. No “pacote” estão a mamãe coelho com seus lindos filhos, a galinha com seus pintinhos, pombos e uma pata com seus patinhos além de graciosos filhotes de poodles e periquitos. As crianças acariciam os animais e também podem alimentá-los com cenoura, couve e milho. Com animais sempre saudáveis, Caramelo garante horas inesquecíveis do início da festa até o parabéns.
A empresa Pônei Amigo, da veterinária Sheila Largman, leva para a festa graciosos pôneis mansos para passear com as crianças, puxados por um guia uniformizado. O pônei pode chegar fantasiado no tema da festa e se a comemoração for em buffet, ele usa botinhas de borracha para não danificar o piso. A Pônei Amigo também dispõe de mini charretes tematizadas, que comportam até duas crianças. Sheila garante que por duas ou três horas os pequenos convidados só terão atenção para os animais.


Mãos de cera

A equipe chega na festa com muita criatividade e litros de parafina para fazer lindos moldes das mãos dos convidados mirins e até dos adultos. A escultura da mão é feita por etapas. Primeiro é passado óleo mineral na mão, que em seguida é mergulhada rapidamente em água fria para então passar duas ou três vezes pela parafina quente. Com o molde pronto, a criança escolhe as cores.
Segundo Marcelo e André Moretti, da Mãos de Cera, a técnica veio dos Estados Unidos, e a parafina é importada de lá – para garantir um molde resistente e bem detalhado. Se a criança quiser, pode encher o molde com gesso para torná-lo mais durável.
A Mãos de Cera também faz o molde dos pezinos das crianças de zero a quatro anos em gel americano. O resultado final é uma verdadeira escultura em alto relevo com pintura metalizada ou em aerógrafo.


Meio ambiente

O grupo Curumim, especializado em recreação e animação de festas, criou um show de educação ambiental ministrado por biólogos. O teatro, desenvolvido com o tema da festa, leva animais da fauna brasileira e é voltado para todas as idades, integrando adultos e crianças, que descobrem a diferença do sapo e da rã, por exemplo.
Os animais – arara, macaco prego, lagarto, jibóia -- são mansos e têm liberação do Ibama, além de serem acompanhados por biólogos e veterinários - “Queremos desfazer alguns mitos e incentivar os pequenos a preservar o meio ambiente”, enfatiza Kiko Oliveira, um dos sócios do Curumim.

Unhas perfeitas

Solange Rettmann e Dieter Witecy acabaram de trazer para o Brasil uma máquina que imprime desenhos nas unhas e está sendo um sucesso nas festas infantis. Um computador, acoplado a uma impressora, imprime em jato de tinta mais de 1.700 desenhos, aos quais podem ser acrescentados outros tantos. Solange conta que a máquina tem capacidade de fazer mais de 100 unhas por festa e ela consegue atender a mais de cinco festas por dia. “As crianças adoram, mas as mães gostam ainda mais. Já fizemos aniversários teens e até de adultos. E, ao contrário do que se pensa, os meninos também aderiram, imprimindo nas unhas o seu time de futebol preferido.




Efeitos especiais

Pode ser chuva de papel picado ou de pétalas de rosas, gelo seco, fogos indoor ou até efeitos de cascata. Vale tudo quando a ordem é chamar a atenção e criar um clima cinematográfico. A Visual Art, empresa de foto e vídeo e efeitos especiais, faz cerca de 30 festas por mês tanto para crianças como para adolescentes. Segundo Roberto Bulgarelli Júnior, proprietário da empresa, os efeitos dão um diferencial para a festa, principalmente na hora do parabéns. A grande novidade da Visual Art é o telão feito em papel em que, para surpresa dos convidados, o aniversariante sai por trás da tela, rasgando-a no final da apresentação.

O crescimento de buffets interessados em adquirir equipamentos de iluminação principalmente para festas de pré-adolescentes aumentou cerca de 20% nos últimos meses. Segundo Marcia e Vagner Potenza, da empresa WW Potenza, revendora de produtos como sky walker - canhões seguidores que direcionam faixas de luz no céu -, globos espelhados, máquinas de bolha, de fumaça e papel, entre outras, cada vez mais cresce o segmento de iluminação especial para festas.

Balões divertidos

A Puma Balões, especializada em fazer nas festas enormes esculturas com gás hélio nos mais variados temas, acaba de lançar a fábrica de brinquedos. São chocalhos, ioiôs, joãos-bobos e mais uma dezena de brinquedos feitos com balões na hora da festa. Segundo William Sawaki, da Puma, a equipe fica a festa toda e crianças e adultos adoram ver a transformação de um simples balão em lindas lembranças que chegam a durar até duas semanas.


Nome na hora

A partir do EVA - material emborrachado usado em artesanato, e com muita criatividade, a empresa Nome na Hora faz, nas festas, placas divertidas com algum tema e o nome da criança.

Todos os personagens têm boa saída, garantem os proprietários Ricardo Alexandre de Jesus e Renata Paschoareli, que fazem mais de 10 festas por mês. Em cada festa a dupla faz um mínimo de 40 nomes e para isso leva mais de cinco mil letras variadas em pelo menos 10 cores e mais de mil personagens.

A criança retira sua senha para pegar a lembrança no final da festa. O aniversariante ganha um brinde especial: uma bolsa, um porta-treco, um quadro de avisos ou um painel com seu personagem preferido.

 

 

 

 

 

voltar para arquivo